..

15 de mar de 2019

De Norte a Sul, de Leste a Oeste: 05 intercâmbios na bagagem

Há momentos em que é necessário dar uma pausa, planejar o futuro, reavaliar a vida e ver onde pode melhorar. Já passou por isso?! E é nessas horas que você pensa: "Por onde começo? E como faço isso?"Se existe algo bom na vida é mudar! Mudar a forma de ser e perceber o mundo em sua volta. E para conseguir isso, que tal viajar pelo mundo e encarar novos desafios? 

Realizar um intercâmbio pode ser o melhor caminho pra alcançar essa meta. Melhor do que ter informações sobre a cultura dos lugares que você tanto admira é poder vivê-las e, até mesmo, mudar a sua própria maneira de ser. Além de promover o autoconhecimento e aprimorar suas habilidades em um novo idioma, você vai ver que a vida é bem mais interessante quando se arrisca.

Hoje, o Francisco Cardoso (analista jurídico, 30), veterano no que diz respeito intercâmbio, conta pra gente como foi viver a experiência de visitar alguns lugares do mundo. Vamos embarcar com ele?

Londres, Inglaterra.
Com base em todas as suas experiências de viagens, que motivos impulsionaram você a realizar um intercâmbio?

Conhecer novos lugares, aprender um novo idioma, sair da rotina e fazer novas amizades.

Playa del Carmen, México.
Que países você conheceu e qual o mais marcante? Por que?

Já fiz cinco intercâmbios, estudei inglês em: Londres- Inglaterra, Auckland- Nova Zelândia, Toronto-Canadá, Cidade do Cabo- África do Sul e estudei espanhol em: Playa del Carmen- México. Durantes os cursos aproveitei para conhecer outros países que ficavam próximos. Acho que todos são marcantes, são países bem diferentes, com propostas diferentes, fica meio difícil comparar.

Como foi a experiência de vivenciar lugares e culturas completamente diferentes?

Foi incrível, conheci pessoas de vários países, diferentes culturas, religiões. É interessante como somos tão diferentes e ao mesmo tempo tão parecidos.

Nova Zelândia, Oceania.



Quais as maiores surpresas das viagens?

Eu gosto de ir para destinos diferentes, e alguns não são tão conhecidos, não existe muita informação na internet, assim quando chego lá me surpreendo. Foi assim quando eu fui para a África do Sul, eu sabia que ia ser legal, tinha visto bons relatos, mas tinha um certo preconceito por ser um país com problemas sociais parecidos com o Brasil, mas foi uma grata surpresa. Cidade do Cabo é incrível, tem muitas coisas pra fazer e com um preço bem acessível.

Cidade do Cabo, África do Sul.
Como avalia a sua evolução no aprendizado dos idiomas que escolheu?

Acredito que tive uma boa evolução, mesmo sendo difícil fugir dos brasileiros, você acaba vivenciando o idioma no dia a dia, no supermercado, nos restaurantes, nos bares, nos passeios e nas aulas da escola. Pedi o medo de falar e melhorei a fluência.

Como os intercâmbios têm contribuído para o seu crescimento pessoal e profissional?


Não preciso saber um outro idioma no meu trabalho, mas gosto muito de viajar, e hoje me sinto mais confiante para isso, não tenho mais medo de falar um outro idioma, aprendi a me virar melhor sozinho.

Nova Zelândia, Oceania. 
Você tem planos de realizar outros intercâmbios? Se sim, quais?

Sim, ainda não tenho certeza, mas penso em ir pra Barcelona estudar espanhol. Comecei a estudar alemão e francês também, talvez viaje depois para aprimorar essas línguas.

África do Sul

Viu como a experiência de um intercâmbio é garantia de resultados muito positivos? Também é voltar com a bagagem cheia de memórias, histórias e aprendizados. 

Então, faça como o Francisco: em 2019 #EmbarqueNoMundo com a gente!  






8 de mar de 2019

Intercâmbio na Espanha: enamore-se por Salamanca



Imagine: logo ao virar a esquina da fronteira com Portugal, encontrar um pedacinho do Brasil na Europa, uma Ouro Preto castelhana, cheia de história e de vida e uma das mais belas cidades espanholas. Salamanca é o nome! A mais ou menos 200 quilômetros da capital Madri, você vai se encantar com esse charme de lugar e toda sua bela arquitetura, gastronomia, cultura e vida noturna de dar o que falar.



Universidade de Salamanca
Com algumas das mais tradicionais universidades, o lugar é destino de estudantes do mundo todo e possui um dos mais importantes acervos do patrimônio artístico e arquitetônico da Europa.



Plaza Mayor

A vida em Salamanca acontece na Plaza Mayor. Construída em 1729, o principal símbolo da cidade. Lá, há vários restaurantes e cafés, ideais para aquela pausa para conversar e passar o tempo. É possível saborear uma maravilhosa torrada de presunto serrano acompanhada de um café.

O clima do lugar é mediterrânico continental, com seus invernos frios e verões com temperaturas acima de 30°C. No verão, o calor pode apertaro, já que o centro de Espanha tende a ser mais quente, mas nada que assuste um bom brasileiro.

Nessa aventura, você vai ''enamorar-se ''por Salamanca! 
😍

Que tal se render ao charme desse belo lugar e marcar na sua listinha pra 2019?

#EmbarqueNoMundo com a gente! 🌏


1 de mar de 2019

África do Sul: intercâmbio e aventura em dupla

Há um lugar no Hemisfério Sul onde a luz do Sol é a mais bela, onde mora a vida selvagem. Onde o Atlântico e Índico se encontram, onde a música e a dança te convidam pra celebrar, com toda sua mistura de cores, sabores, línguas, estilos e um povo com histórias de muita luta e superação. Este lugar é a África do Sul.


E quem está vivendo uma aventura fantástica neste lugar maravilhoso é o casal Bruce (Engenheiro Civil, 26) e Mickaelle (Graduanda de Enfermagem, 22). Eles contaram pra gente como está sendo a temporada em Cape Town, a Cidade do Cabo. Vamos embarcar com eles?!


Que motivos impulsionaram vocês a realizarem um intercâmbio?



Primeiramente, amaaaamos viajar! Mas não queríamos apenas uma viagem. Gostaríamos de algo a mais. Queríamos melhorar o nosso inglês, visto que é um idioma essencial para a comunicação em qualquer lugar do mundo, além de ser cada vez mais exigido pelo mercado de trabalho. 


Por sugestão de uma amiga, veio a opção do intercâmbio, que caiu “como uma luva” para nós! Optamos por abraçar esta ideia, uma vez que sempre foi um sonho conhecer novas culturas de modo a expandir nossos horizontes e aumentar nossa compreensão de mundo.



Quais foram as perspectivas e expectativas ao realizar esta experiência na Cidade do Cabo?


Nós dois sempre fomos muito tímidos. Estávamos receosos de não sabermos lidar com a barreira idiomática. Precisávamos quebrar esta barreira! Logo no primeiro contato, vimos que não é tão difícil estabelecer um diálogo. Só precisávamos aperfeiçoar nossa maneira de falar e nos habituar aos diferentes sotaques da região.


Esperávamos conhecer pessoas de diversas culturas, e assim fizemos. Conhecemos não só sul-africanos, mas também angolanos, árabes, turcos, austríacos, canadenses e, claro, brasileiros (eles estão em toda a parte). Pensávamos que seria difícil encontrar brasileiros por Cape Town, mas para a nossa surpresa, 60% dos alunos da nossa escola é do Brasil (mas calma, na escola só podemos conversar em inglês!).



Como somos apaixonados por natureza, a cidade do Cabo foi um verdadeiro achado para nós! Uma cidade acolhedora e encantadora. A cada esquina uma nova paisagem estilo “papel de parede do Windows” (Haha!).

Como estão sendo as aulas e o aproveitamento do curso?

Estão sendo maravilhosas! Os professores ministram suas aulas utilizando os principais pilares da língua inglesa: Writting, Listening, Speaking, Vocabulary and Grammar! Nossos professores possuem total domínio sobre o idioma, além de sempre trazerem para a sala de aula assuntos do dia a dia, como as histórias, curiosidades.Além de aprendermos o inglês, também aprendemos sobre a cultura do país onde estamos!

Fora as aulas convencionais, também possuem um diferencial: o PSP. O PSP nada mais é do que uma extensão da sala de aula, onde o aluno pode decidir em qual área deseja aprofundar seus conhecimentos, seja ela na leitura, na conversação, dentre outras opções. Além disso, a escola promove diversos workshops e jogos interativos.

Estamos na nossa 4ª semana de curso e observamos uma grande evolução na nossa comunicação. Estamos felizes com os resultados obtidos. 



Fazer um intercâmbio sozinho é muito bom para se descobrir e sentir-se independente. Mas, viajar acompanhado é garantia de crescimento mútuo. Como tem sido pra vocês vivenciar isso?

Viajar a dois é a melhor parte da escolha! Nos damos muito bem em convivência, gostamos praticamente das mesmas coisas. Nos apoiamos mutuamente em todas as decisões, discutimos os programas e passeios a serem feitos, nos ajudamos na hora de usarmos a língua e nos expressarmos, compartilhamos experiências a serem lembradas para sempre, enquanto casal, praticamos os aprendizados das aulas, temos mais desenvoltura para fazermos novas amizades e tantas outras vantagens de termos um apoiando o outro. 




Como está sendo viver em meio a uma cultura e estilo de vida diferente do seu país e origem?

É uma experiência mágica! A gente se abre para as diferenças, as diversidades, para o respeito mútuo entre culturas, entre pessoas... a gente aprende sobre a histórias dos povos, geografia local, clima, estilos de vida, culinária, gostos e sabores, músicas e ritmos. São muitos aprendizados...

Que características de cada cidade acharam mais marcantes?

A maneira acolhedora como as pessoas nos recebem em cada lugar, sempre com um sorriso no rosto, e as belezas naturais encontradas a cada esquina.



Bruce e Micka, muito obrigado pela atenção e por ter compartilhado esta experiência com a gente, que tudo isso sirva pra enriquece-los de conhecimento e que vocês consigam aproveitar o máximo este lugar fascinante!



E você? Que tal abraçar esta ideia e explorar novos horizontes em 2019? 

#EmbarqueNoMundo com a gente! 🌎