..

18 de dez de 2015

Em 2016: ano novo, vida nova, país novo


Um novo ano vem chegando e uma boa dica é se organizar para realizar um intercâmbio. Seja para aprender ou se aperfeiçoar em um idioma, seja para conhecer mais do universo da culinária, de algum esporte ou cultura, o importante é renovar as forças, projetar e executar planos e ampliar horizontes.

E, apesar de algumas questões econômicas instáveis, como a crise e as variações do dólar, as previsões indicam que a procura por intercâmbio até aumente. Para que tudo ocorra bem, é proveitoso seguir alguns conselhos. Aí vão eles!

Você pode até achar que a primeira dica é meio clichê, mas é sempre válida: o bom e velho planejamento, com muita sabedoria. Pesquisar, pesquisar e pesquisar para evitar frustrações durante a viagem.

A segunda dica é considerar alguns países mais econômicos como possíveis destinos de intercâmbio, por conta da desvalorização do real. Alguns deles estão na América Latina, América Central e África. Ser um pouco flexível vai ajudar!

Argentina (Foto: Shutterstock)


Em terceiro lugar, analise bem a procedência da empresa a ser contratada e o serviço oferecido. Para isso, é vantajoso trocar informações e conversar com clientes mais antigos, que já usufruíram de tal serviço, para saber como foi a experiência.

Já o quarto conselho é mais direcionado para as condições de viagem oferecidas em pacotes de intercâmbio. Analise detalhadamente tudo o que está incluso no plano. Passagens, hospedagem, etc. Lembre-se que o cuidado é em economizar, e não ter mais gastos por fora.

Por fim, em quinto lugar, é indicado optar pelo serviço de seguro-saúde. Mas que fique claro que é uma escolha, portanto, opcional, que também vai depender do país escolhido. Se considerar que o sistema de saúde público não é dos mais qualificados e confiáveis, opte por contratar o serviço de seguro-saúde.


Essas são apenas algumas dicas entre tantas outras. Mas, em resumo, a regra é clara: planeje bem para não levar nenhum desconforto na mala. E boa viagem! :D 

Fonte: Estadão Educação