..

31 de mar de 2015

Embarque Educacional conta com o Selo Belta de Qualidade



A escolha de uma agência de intercâmbio é uma das etapas mais importantes na hora de planejar a viagem para estudos no exterior. Dentre tantos critérios a serem analisados, o aluno deve se atentar antes de tudo, para a credibilidade e responsabilidade da operadora de intercâmbio. E é justamente por isso que Embarque Educacional conta com o selo de qualidade Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais).

Há mais de 15 anos, a Embarque realiza diversos programas educacionais como preparatórios para exames de proficiência, intercâmbio em família, pacote de férias, cursos de línguas nos Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Alemanha, Austrália e em muitos outros países. Isso, para todas as idades e com a total responsabilidade e acompanhamento de profissionais capacitados.

A Belta é a primeira associação latino-americana do segmento de educação internacional e tem como objetivo investir na qualidade e confiabilidade dos programas internacionais oferecidos por suas associadas. A qualidade destas empresas é atestada pelo selo Belta, que faz com que sejam consideradas as melhores do País, dando credibilidade tanto no Brasil quanto no Exterior.

Para se tornar associada à Belta é necessário passar por um rigoroso código de ética estabelecido pela associação. É realizada uma fiscalização onde são avaliados requisitos técnicos, econômico-financeiros e éticos. Durante o processo são levantados dados sobre o tempo de atuação da empresa no mercado de educação internacional, inscrição cadastral no Ministério da Fazenda e na Prefeitura Municipal, cartas de recomendação de empresas brasileiras e estrangeiras do setor, dentre outros documentos.

Para a diretora da Embarque Educacional, Eliana Fortes, é de suma importância o aluno estudar através de uma empresa que contenha este selo. “A Belta assegura e revela quais são as melhores escolas e empresas de intercâmbio existentes. Com a Embarque Educacional, o cliente pode ter a certeza de que estudará nas melhores instituições de ensino do mundo”, informou a diretora.

Fonte: Belta

30 de mar de 2015

Dicas gerais para quem vai viajar para o exterior pela primeira vez


Cuidados com a saúde
É importante conhecer, com antecedência, os cuidados que devem ser tomados com a saúde. Consulte seu médico para uma avaliação, principalmente se for portador de alguma doença. Se precisar fazer uso de medicamentos durante a viagem, obtenha a prescrição médica e a mantenha com você. Lembre-se de adquirir medicamentos suficientes para toda a viagem.

Vacinas
Alguns países exigem dos viajantes o Certificado Internacional de Vacinação ou a profilaxia contra a febre amarela. O passageiro pode consultar se o país para o qual está se dirigindo faz essa exigência no Sistema de Informações sobre Portos, Aeroportos e Fronteiras (Sispafra) da Anvisa em: www.anvisa.gov.br/viajante. Para a emissão do Certificado, você deve procurar um dos Centros de Orientação para a Saúde do Viajante da Anvisa espalhados por todo o país. Leve com você o Cartão Nacional de Vacinação e um documento de identificação oficial com foto.

Documentos necessários para embarque em voo internacional
Para brasileiros é preciso o passaporte brasileiro válido. No caso de viagens para a Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador e Colômbia, também é aceita como documento de viagem a carteira de identidade civil (RG), emitida pelas Secretarias de Segurança Pública dos Estados ou do Distrito Federal. Fique atento, as carteiras de motorista e carteiras profissionais ou funcionais não são aceitas. Para viagens de menores de 18 anos, quando realizadas sem a companhia de um ou ambos os pais, exige-se, além do documento de viagem, a apresentação de autorização judicial.

As informações sobre a exigência de vistos a brasileiros para ingresso em outros países devem ser obtidas nas representações diplomáticas dos respectivos destinos ou no site do Ministério das Relações Exteriores: www.portalconsular.mre.gov.br.

Embarque
Ao ingressar na área de embarque, mantenha em mãos o passaporte brasileiro, para a agilização de seu atendimento no controle de imigração da Polícia Federal. Fique atento à sinalização na área de embarque internacional para dirigir-se ao local específico de atendimento ao cidadão brasileiro. O embarque de menores deverá ser realizado com acompanhamento dos pais e, na ausência dos dois ou de um deles, é necessária documentação exigida pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Portadores de passaportes diplomáticos, gestantes, idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem utilizar o atendimento em guichê preferencial.

Bagagem de mão
As regras para voos internacionais também proíbem na bagagem de mão: objetos cortantes ou perfurantes, como canivetes, tesouras de unha etc. Esses itens só devem ser levados na bagagem despachada. O transporte de líquidos em voos internacionais deve atender às normas abaixo:

• Líquidos, géis e pastas devem ser conduzidos em uma embalagem plástica transparente de até um litro (aproximadamente 20 cm x 20 cm), apresentados na inspeção do raio-X separadamente da bagagem. Cada recipiente não pode exceder o volume de 100 ml. Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados, mesmo que parcialmente cheios

• Perfumes, bebidas e outros líquidos adquiridos no free shop precisam estar embalados em sacola selada e acompanhados das notas fiscais do dia do voo. Essa medida não garante a aceitação da embalagem selada por outros países. No caso de conexão, consulte a empresa aérea sobre a possibilidade de retenção do seu produto por autoridades estrangeiras

• Medicamentos somente com prescrição médica e apresentação da receita no momento da inspeção de raio-X

• Alimentação de bebês ou líquidos especiais (sopas, xaropes, soro etc.), apenas na quantidade a ser utilizada durante o voo, incluindo eventuais escalas, e apresentados na inspeção de raio-X preventiva de segurança a bordo. A franquia de bagagem varia conforme o país de destino. Por isso, consulte a empresa aérea com antecedência

Medicamentos
A entrada de medicamentos em outros países poderá sofrer fiscalização sanitária. Portanto, não esqueça a prescrição médica. Lembre-se de levar (preferivelmente na bagagem de mão) os medicamentos necessários à completa duração da viagem. Recomenda-se que os medicamentos sejam mantidos na caixa original para melhor identificação.

Desembarque
Ao desembarcar da aeronave, mantenha em mãos o passaporte brasileiro, visando à agilização de seu atendimento no controle migratório. Fique atento à sinalização na área de desembarque internacional para dirigir-se ao local específico de atendimento ao cidadão brasileiro. Diplomatas, gestantes, idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida podem utilizar o atendimento em guichê preferencial. 

Regras para viajar com animais em viagem internacional
Quem entra no Brasil com animais vivos deve providenciar antes da viagem o Certificado Zoossanitário Internacional (CZI), emitido pela autoridade veterinária oficial do país de origem, atendendo aos requisitos sanitários brasileiros, conforme a espécie animal e o país de procedência. Quem sai do Brasil com destino a outros países deve verificar quais são os requisitos sanitários exigidos pelo país pretendido e solicitar a emissão do CZI pelo fiscal federal agropecuário médico veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Entrada de bens adquiridos no exterior
Bens comprados no exterior
Na chegada ao Brasil, todo viajante maior de 16 anos de idade é obrigado a apresentar sua própria declaração de bagagem acompanhada (DBA), devidamente assinada. Os formulários são fornecidos gratuitamente pelas empresas de transporte internacional de passageiros e nas repartições aduaneiras. As instruções de preenchimento constam no próprio formulário. Em caso de preenchimento incompleto ou inexato da DBA ou escolha indevida do canal “nada a declarar”, além da cobrança do imposto devido, será aplicada multa de 50% sobre o valor excedente ao limite de isenção, sem prejuízo de outras sanções, inclusive penais, quando for o caso.

O que não é tributado
Em bagagem acompanhada, é permitida a entrada, sem pagamentos de tributos, de livros, folhetos e periódicos, bens de uso ou consumo pessoal do viajante, bens nacionais ou nacionalizados que, comprovadamente, estejam retornando ao país, e outros bens adquiridos no exterior, observando o limite de valor global e o limite quantitativo.

Bens de consumo pessoal
São apenas os artigos de vestuário, higiene e demais bens de caráter manifestamente pessoal, de natureza e em quantidade compatíveis com as circunstâncias da viagem.

Exemplos: roupas, calçados, óculos, um relógio usado, uma máquina fotográfica usada, um telefone celular usado. Notebooks e filmadoras não são isentos.

Comprovação que um bem não foi comprado na viagem
A comprovação de que um bem não foi adquirido durante a viagem pode ser feita utilizando qualquer meio idôneo.

Exemplos: nota fiscal emitida por estabelecimento domiciliado no Brasil, apresentação de DBA, devidamente desembaraçada, contendo a descrição detalhada de bens adquiridos no exterior em outra viagem etc. A Receita Federal do Brasil não emite documentos para comprovação da saída ao exterior de bens constantes da bagagem do viajante.

Valores em dinheiro
Na chegada ou saída do Brasil, o viajante que estiver portando valores em espécie (dinheiro) superiores a R$ 10.000 (dez mil reais) ou o equivalente em outra moeda deverá apresentar declaração de porte de valores (e-DPV), via internet, no site www.receita.fazenda.gov.br/e-dpv. A fiscalização aduaneira verificará a exatidão da declaração e exigirá documentos específicos que comprovem a aquisição lícita dos valores.

Fonte: O Globo

25 de mar de 2015

11 motivos para fazer um intercâmbio

O sonho de viajar para o exterior com certeza se encaixa dentro da listinha de muitas pessoas por aí. Só de pensar em conhecer novos lugares, principalmente aquele país que você ama, já dá um friozinho na barriga.

Muitos acabam não conseguindo ir para fora do país por conta da falta de grana, problemas familiares, falta de tempo e outras coisinhas que se você for ver, podem ser superadas. Afinal, deixar de torrar todo o dinheiro nas liquidações da vida não é tão difícil assim quando se trata em conhecer Paris ou Londres, não é? ;)

Se você ainda precisa de um estímulo, dá uma olhada nessas vantagens que um intercâmbio pode te oferecer:

1. Aprender novos idiomas que podem fazer diferença na sua carreira;

2. Fazer amigos estrangeiros que no futuro podem receber você na casa deles caso decida fazer outra viagem pra gringa;



3. Passar pela experiência de saber como funciona uma escola nos Estados Unidos, Europa ou outros lugares do mundo;

4. Aproveitar para conhecer novos lugares, como monumentos famosos;


5. Fazer uma comprinhas, já que tudo lá fora é mais bonito/barato/irresistível;


6. Conhecer climas diferentes dos que temos aqui no Brasil, como o calor de matar e o frio máomenos. (Isso se você for no inverno, e se gostar de frio, hahah.);

7. Aprender como funciona o governo das gringas e se “conformar” menos com a patifaria dos políticos brasileiros;


8.Experimentar como é morar com uma família diferente e dar mais valor a sua;

9. Conhecer um gatinho ou gatinha na universidade ou colégio e ter uma paixão de intercâmbio, hahahahahaha;

10. Aprender a se virar sozinho sem ninguém conhecido por perto para te ajudar; 

11.Voltar para o Brasil com uma nova experiência de vida. :)

Fonte: ObaOba

20 de mar de 2015

Principais pontos turísticos de Paris

Paris é uma das cidades mais encantadoras do mundo. Conhecida por sua bela arquitetura e monumentos históricos, é a cidade mais populosa da França. Símbolo da cultura francesa, o local atrai quase 30 milhões de visitantes por ano, ocupando, também, um lugar preponderante no mundo da moda e do luxo. E os pontos turísticos não faltam. Listamos alguns dos mais importantes:

Torre Eiffel
Crédito: MorgueFile

A Torre Eiffel foi construída em 1889, apenas para a Exposição Mundial, um grande evento que acontecia nas principais cidades do mundo, quando os antigos impérios tinham a oportunidade de demonstrar seus avanços nas artes, arquitetura e tecnologia. Acredite ou não, a torre não agradou muito os parisienses assim que ficou pronta, e o plano era que ela fosse desmontada no final da exposição. O sucesso foi tão grande que resolveram mantê-la, e, desde então, a Torre Eiffel já atraiu mais de 220 milhões de visitantes, e fica difícil imaginar Paris sem ela.

Champs Élysées e Arco do Triunfo


Comissionado por Napoleão, o Arco do Triunfo cumpre o seu propósito: demonstrar o triunfo da França e dos seus exércitos. Tão grandioso quanto os arcos originais romanos, o Arco do Triunfo faz parte da paisagem de Paris, e se tornou um símbolo da cidade, complementando a beleza da avenida Champs-Elysées. Esta avenida é a vitrine de Paris, e possivelmente da França, e lá vêem-se as últimas novidades das mais diversas indústrias francesas. 

Museu do Louvre


O Museu do Louvre é definitivamente um dos principais pontos turísticos de Paris, e lá são encontrados alguns dos maiores acervos de esculturas, pinturas e objetos decorativos do mundo! É no Louvre que ficam a Mona Lisa e a Vênus de Milo, além de trabalhos de Caravaggio, Rembrandt, Da Vinci, entre muitos outros mestres, sem falar nas renomadas coleções de artefatos egípcios e gregos.
O exterior do museu é igualmente impressionante, com sua famosa pirâmide de vidro, e a esplanada imensa que tem um espelho d’água, e ótimas paisagens para fotos.

Rio Sena, Paris, França


Passeio turístico que vale muito a pena: andar de barco no rio Sena, de preferência durante o entardecer. Do barco você vê a Torre Eiffel, o Louvre, Notre Dame e as pontes que cortam o rio. Quando o sol se põe, a cidade luz acorda. 

Palácio de Versailles - Paris


Símbolo do Antigo Regime na França, o Palácio de Versailles foi sede do poder político da França de 1682 a 1789. Napoleão I e seu sobrinho Napoleão III também moraram no palácio. Boa parte da opulência do complexo de construções e jardins ainda pode ser vista. Além da beleza, Versailles é sensacional pelo contexto histórico que envolve. Vale lembrar que em 1919 o Tratado de Versailles, que encerrou a Primeira Guerra, foi assinado ali, na Galeria dos Espelhos. 

Fonte: Planeta Europa