..

24 de jan de 2017

Intercâmbio em Toronto: lugar de todas as tribos


Se você fizer uma pesquisa rápida, com certeza vai perceber que Toronto é uma das cidades mais procuradas para intercâmbio em todo o mundo. E os motivos são vários: a cidade é um polo de educação, referência em desenvolvimento urbano e qualidade de vida e é casa de mais de 100 comunidades estrangeiras. Por lá, diversos países se encontram em bairros que recebem o nome dos locais de origem: Chinatown, Little India e Little Italy são alguns deles.

Seja a estudo, a turismo ou a trabalho, Toronto é sempre uma ótima ideia. Quem confirma isso é Francisco Neto, que vivenciou o cotidiano da cidade canadense por 04 semanas, durante intercâmbio em inglês. Olha só o que ele contou para a gente sobre essa super metrópole multicultural:

(Foto: arquivo pessoal)


Como foi o processo de escolha do destino de intercâmbio e da escola de idiomas? “Queria ir para a América do Norte, pois já conhecia a Europa e a Oceania, então decidi por Toronto, por ser uma cidade grande, multicultural e pelo clima. Em relação à escola, a EC English Language Centres foi indicação da Embarque, eu queria uma escola que apresentasse uma boa relação custo benefício.”

(Foto: arquivo pessoal)
Como foi o período de adaptação em uma nova cidade? “A adaptação foi bem tranquila, a rotina é bem corrida, os canadenses são super pontuais, e existe toda uma preparação para sair de casa e encarar o frio.”

Durante o período da viagem, que características de Toronto chamaram mais atenção? “O clima nessa época do ano, em Toronto faz muito frio, neva muito e o céu fica nublado o tempo todo.”

E quais foram os lugares que mais gostou de conhecer na cidade? “Na cidade tem alguns lugares bem legais, conheci a CN Tower, o aquário, o zoológico, a Casa Loma, alguns pubs, fui assistir um jogo de basquete da NBA no Air Canada e fiz um tour na fábrica de cerveja da Steam Whistle.”

No Canadá, um dos idiomas mais falados é o Francês. Além de praticar inglês, você teve contato com outros idiomas em Toronto? Se sim, como foi essa experiência? “Praticamente metade da população de Toronto é formada por imigrantes, nas ruas se ouve de tudo, inclusive o português. Também viajei para outras cidades como Montreal, Quebec e Ottawa, aonde o idioma falado é o francês.”

(Foto: arquivo pessoal)


Qual foi a importância do convívio com pessoas de outra cultura no seu período de intercâmbio, considerando que Toronto é uma cidade multicultural? “Tive a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a cultura de cada país, pois tive contato com pessoas de todos os cantos do mundo, essa troca de experiência é muito enriquecedora.”

(Foto: arquivo pessoal)


Como avalia a sua evolução no aprendizado da língua inglesa, ao concluir o intercâmbio? “Embora eu tenha passado pouco tempo, acredito que tive uma boa evolução, pois estava totalmente inserido na cultura local, ia ao supermercado, cinema, lojas, bares, pontos turísticos e precisava usar o inglês o tempo todo, o que contribuiu para que eu perdesse o medo de falar e buscar sempre ser compreendido no idioma local.”

(Foto: arquivo pessoal)
Quais foram os ganhos pessoais e profissionais com o intercâmbio? “No intercâmbio muitas vezes eu tive que aprender a me virar sozinho em uma cultura e idioma diferentes, o que contribuiu para que eu amadurecesse pessoalmente, ganhasse independência e confiança na realização de minhas atividades.”

***

Agora, você já sabe, né?! Escolher Toronto como destino de viagem é sinônimo de escolher um lugar com ótimos níveis de desenvolvimento urbano, social e com uma vida cultural incrível. Afinal, não é à toa que Toronto é a queridinha dos intercambistas. Vamos nessa?!

13 de jan de 2017

Boston: intercâmbio na cidade americana com ares europeus

Para quem acha que cidades com construções históricas, datadas do século XVII, são coisas que se vê apenas na Europa, temos uma boa notícia: nos Estados Unidos também tem! E um dos locais que você pode conferir isso de perto é Boston, uma das cidades americanas mais antigas que existem.

(Foto: arquivo pessoal)
Berço da Revolução Americana, a cidade preserva o cenário histórico aliado a um ar multicultural e hospeda mais de 100 centros de ensino, entre faculdades e universidades consagradas, fator decisivo que atrai estudantes do mundo todo para lá. Harvard e o Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) são dois dos mais conhecidos. Além disso, ostenta um padrão de vida de alta qualidade, com lagos, praias, museus e centros comerciais. 

Quem embarcou para intercâmbio em Boston foi o estudante Maurício Fortes, por um período de 12 semanas. E, claro, o resultado não poderia ser diferente: a experiência foi incrível! Confere aí:

Que aspectos influenciaram a decisão de realizar um intercâmbio nessa fase da sua vida – nem antes, nem depois? E por que escolheu Boston como destino de intercâmbio em inglês? 
“Engrandecimento cultural, melhorar meu inglês. Boston é uma cidade bastante cultural, tanto em termos de música, arte, museus, que me atraíram de imediato, como por ter muitas características ainda remanescentes da Inglaterra.”

O que percebeu de desafios nos primeiros dias em terras americanas? O que fez para superá-los? 
“Não tive problemas significativos. Talvez um pouco de timidez tenha me atrapalhado um pouco.”

(Foto: arquivo pessoal)
E como foi o convívio em sala de aula, durante o curso? 
“Excelente! A Embassy School é muito boa em todos os aspectos possíveis.”

Conheceu pessoas de outras nacionalidades? Se sim, quais? 
“Sim, praticamente não conheci brasileiros e nem americanos. Na maior parte do tempo convivi com latinos de outros países, asiáticos e europeus.”

E nas horas livres, o que costumava fazer? 
“Tênis, corrida, academia, bares e ler algum livro nos excelentes cafés de Boston. Fora as outras cidades sensacionais que conheci, como Salem, Concord, Lexington.”

(Foto: arquivo pessoal)
Que características de Boston achou mais marcantes? 
“O quanto eles valorizam conhecimento/estudo e a gentileza das pessoas.”

Como avalia a sua evolução no aprendizado da língua inglesa, ao concluir o intercâmbio? 
“Evoluí bem mais do que imaginava! Excelente.”

Quais foram os maiores aprendizados que absorveu com essa experiência? 
“Tolerância, quebra de estereótipos, cultura de outros países.”

***


Já deu para perceber que um dos principais objetivos de um intercâmbio é aprender e se aprofundar em um novo idioma. Mas os ganhos vão muito além disso! Conhecer um novo mundo, cheio de novas oportunidades e de pessoas diferentes fazem parte do grande aprendizado que é viver e buscar sempre evoluir. Embarque com a gente!

6 de jan de 2017

Gabi Pinho na Califórnia: o intercâmbio inesquecível

É por lá onde estão as duas melhores universidades americanas, um dos melhores polos tecnológicos do mundo na região do Vale do Silício e a sede de empresas multinacionais como GoogleApple e Facebook. Além disso, o lugar tem o cenário perfeito para quem ama esportes. Surflongboardbike, basquete: você escolhe! Liberdade, por lá, é mais que uma palavra, é uma lei.

Santa Monica, San Diego e Los Angeles são os nomes de algumas das suas mais lindas cidades, com praias ensolaradas e ondas famosas no mundo dos surfistas. Aliás, quem nunca ouviu falar em Malibu? E para quem ama séries, fique sabendo que FriendsTwo and a Half Man e The Big Bang Theory também foram gravados lá.

Gabi Pinho na Califórnia (Foto: reprodução/Instagram)
Já sabe de que estado americano estamos falando?! Acertou quem respondeu Califórnia! O lugar que foi destino de intercâmbio da digital influencer Gabi Pinho. Para fechar o ano com chave de ouro, a lista de realizações da Gabi ganhou um item único, com a realização de uma experiência incrível de viver 04 semanas na bela Los Angeles! Olha só o que ela contou pra gente:

Por que decidiu realizar um intercâmbio nessa fase da sua vida – nem antes, nem depois? “Aprender a língua e a cultura americana sempre foi um sonho. Eu sentia essa “necessidade” há muito tempo, mas fazia faculdade e não queria pausar meu curso para realizar esse sonho, então foi a primeira coisa que fiz assim que me formei.”

Que critérios você utilizou para escolher a agência de intercâmbio? “Pedi algumas recomendações e decidi pela Embarque Educacional por conta do atendimento, comprometimento e confiança.”

Gabi na escola de idiomas Embassy English
Long Beach - CA (Foto: reprodução/Instagram)
Como foi o processo de escolha da cidade e do país para realizar o intercâmbio? E da escola Embassy English“De início, eu só pensava em ir para Nova Iorque, mas quando fui pesquisar a temperatura, vi que eu não ia conseguir aproveitar bem o local, porque era a época mais fria do ano, então pedi recomendações para a Embarque e eles me indicaram Los Angeles e Boston. Optei de cara por Los Angeles, já que é a cidade do entretenimento e eu sou apaixonada por tudo isso. Sobre a escola, Embassy English Long Beach, escolhi também por indicação da Embarque, então eu já me sentia até mais segura.”

Qual foi a sua primeira sensação ao chegar em Los Angeles? “A primeira coisa que eu fiz foi olhar para trás, respirar fundo, agradecer e seguir adiante sorrindo. Sei que é clichê, mas parecia que era sonho.”

Suas expectativas sobre a cidade foram superadas? “Los Angeles é linda! Tem entretenimento para o mês inteiro, sem repetir nenhum roteiro, além de ser uma cidade limpa, segura e com uma vibe surreal.”

Como era o seu cotidiano na cidade americana? “Eu acordava  e me arrumava para pegar o ônibus ou Uber (dependia da coragem), assistia aula, almoçava e voltava para assistir aula. Quando saia da escola já ia procurar um passeio novo.”

Gabi e amigos (Foto: reprodução/Instagram)
Como foi a convivência na escola e em sala de aula com professores e alunos? Fez amigos de outras nacionalidades? “Meus amigos da Embassy são maravilhosos! E nossa amizade ia além da escola, já que saíamos sempre juntos e o melhor, cada um era de uma região diferente do mundo, eu tinha amigos da Tailândia, do Japão, Colômbia, México, Brasil, Dubai e Suíça.”

Gabi se hospedou em casa de família
(Foto: reprodução/Instagram)
Como foi a experiência de se hospedar em uma casa de família americana? “Eu tive a sorte de pegar uma família INCRÍVEL!  “Minha mãe”, Chelsea, me explicou tudo sobre a rotina da família no meu primeiro dia logo, por exemplo, eu fazia o meu café da manhã, mas ela fazia o jantar e servia às 18h todos os dias, eu podia chegar a hora que quisesse, precisava apenas avisar e etc.”

E o que aproveitou para fazer nas horas vagas, quando não estava em horário de aula? Que locais mais gostou de conhecer? Eu gostava de passear e viajar. Conheci a calçada da fama, Venice Beach, Hollywood, Santa Mônica, bons restaurantes, outlets, Las Vegas e Big Bear.”

Gabi conheceu as cidades de Big Bear e Las Vegas. (Foto: reprodução/Instagram)


Como esses momentos proporcionaram seu crescimento no aprendizado do inglês? “Eu andava com pessoas em que o nosso único idioma em comum era inglês. No ônibus, metrô, lojas, restaurantes, ruas, e etc., só falavam inglês, então aprendemos a associar muita coisa.”

O que percebe de mudanças em você mesma após esse período de intercâmbio? “Percebo que amadureci e aprendi a fazer mais coisas sozinha.”

Gabi em Venice Beach - Califórnia (Foto: reprodução/Instagram)


Qual foi seu sentimento no último dia em Los Angeles? “Eu chorei! Senti uma mistura de tristeza, por ter que deixar aquela rotina, de alegria, por voltar para minha casa; de realização, por conseguir aprender o que eu esperava; e de saudade, porque cada minuto era perfeito.”

Recomenda essa experiência? Por quê? “Claro! Porque, sem dúvidas, foram os melhores 30 dias da minha vida!”

Gabi encontrou Hugo Gloss, fez tatuagem e realizou o sonho do intercâmbio. Tudo isso na Califórnia (Fotos: reprodução/Instagram)

***

Viu só?! Nenhuma experiência se compara com a aventura de embarcar para um novo lugar onde os sonhos se realizam e os desafios são vencidos.  Com certeza, viver um intercâmbio faz a vida valer muito mais à pena! Vamos nessa?!