..

11 de ago de 2015

Quero fazer trabalho voluntário no meu intercâmbio, e agora?!




Separamos dicas para quem deseja viajar para outro país em busca da experiência de realizar trabalho voluntário.


Voluntarismo não é para ser feito nas horas vagas

Primeiro, você deve saber que um trabalho voluntário não deixa de ser um trabalho. Você terá responsabilidades para cumprir, tem que ter tempo para se dedicar, pois não irá adiantar muita coisa se você apenas começar e não concluir a ação.

É necessário que você saiba que as pessoas ou a comunidade que irão receber o seu apoio e dedicação, estão contanto com sua atenção para que algo de bom aconteça na realidade em que vivem. Portanto, não pense que separar apenas uma tarde para eles terá tanto resultado, planeje e escolha muito bem onde irá trabalhar voluntariamente, para poder ter tempo e se dedicar.

Imagem: FranzExplorer



Procure trabalhos em áreas que você tem conhecimento ou se identifica

Por exemplo, se você for músico e for se aventurar em um trabalho para fazer roupas para crianças, pode não dá muito certo, não é?. Ou seja, você é fotógrafo? Então ajude dando aula de fotografia, tirando fotos das pessoas e ensinando uma nova fonte de renda, se você se dá bem em português ou alguma outra disciplina pode ajudar com aulas de reforço escolar e, até mesmo, na alfabetização de crianças e adultos.

A infinidade de possibilidades é para deixar bem claro que qualquer pessoa pode realizar um trabalho voluntário, em qualquer parte do mundo.


Pesquisar muito é o segredo para encontrar o projeto perfeito

Sabe por quê? Porque você precisa saber se aquele projeto realmente beneficia as pessoas. Afinal, não adianta muita coisa você sair do seu país para trabalhar de graça (isso mesmo, você não recebe dinheiro por isso) em um lugar que não vai fazer diferença nenhuma para a comunidade. Repense para onde quer direcionar suas energias e o seu trabalho.

Imagem: Moveus


Por incrível que pareça, existem pessoas que se aproveitam dessas situações para ganhar dinheiro. Criando falsas ONGS e recebendo dinheiro de doações, que seriam para a saúde, alimentação, educação de crianças e até de famílias inteiras. Por isso, pesquise referências com quem já fez isso, pesquise na internet sobre as referências de onde pretende ir e, só depois de confirmar tudo, você pode partir tranquilamente.


Após escolher um local sério e que realmente precise da sua ajuda voluntária, pesquise o que você poderá fazer por lá. Não é aconselhável você chegar de cara limpa sem saber para onde ir ou o que fazer. Como dito anteriormente, procure áreas afins, pois com isso, seu trabalho poderá ser bem melhor aproveitado pelas pessoas.