..

28 de set de 2015

Dicas para fazer um intercâmbio econômico

A alta do valor do dólar, moeda americana utilizada em todo o mundo, tem assustado boa parte dos brasileiros. Com US$1,00 chegando a quase R$4,00, significa dizer que para adquirir um dólar, é preciso gastar, aproximadamente, quatro reais; para cinco dólares, gasta-se quase vinte reais; para dez dólares, quase quarenta reais; e daí em diante... assim, viajar para o exterior, nessas condições, acaba pesando um pouco mais no bolso.  

Mas, temos uma ótima notícia: a alta do dólar assustou, mas não abalou a procura por intercâmbio!

E sabe por quê? É que tudo isso é reflexo do quanto os brasileiros valorizam o intercâmbio e, ainda mais, os seus efeitos positivos para uma carreira profissional, diante de um currículo bem mais qualificado.


Mas, vamos combinar, economizar é sempre bom, né? Por isso, vão aí alguns conselhos que vão te ajudar a gastar menos na hora de organizar seu intercâmbio.

Planeje com antecedência e busque alternativas. Defina orçamento, objetivos e destino entre seis meses a um ano antes de embarcar. O ideal é terminar o pagamento antes da data da viagem. E esteja aberto para encarar outros destinos, com horários flexíveis. É um detalhe que faz diferença no preço final.

Estime o custo de vida local. É importante buscar uma referência do que irá gastar para viver no destino escolhido. Uma dica é pagar antecipadamente gastos como passeios, parques e shows. Isso ajuda a guardar dinheiro em espécie para situações inesperadas e evitar surpresas.

Compre a moeda local aos poucos. Muitos temem novos aumentos do câmbio e deixam para comprar a moeda necessária para a última hora. É uma manobra de risco. Ao planejar o intercâmbio com antecedência, você consegue comprar aos poucos até alcançar o valor necessário.

Estude e trabalhe. Além de proporcionar experiência profissional no exterior, a modalidade “work & study” é uma alternativa para quem quer economizar.

Para isso... Escolha um país onde seja permitido trabalhar e estudar. Atualmente, são três os países (Austrália, Nova Zelândia e Irlanda) que permitem esse programa e, sem dúvidas, a Irlanda é o mais em conta.

Nova Zelândia 

Viaje na baixa temporada. As temporadas variam de região para região mas, em geral, os meses mais vantajosos costumam ser entre março e maio e de setembro a novembro.


Agora é seguir as dicas e torcer pra que o dólar comece a baixar! :D